Riscos das redes sociais e uso de aplicativos: implicações para os transtornos alimentares